Araucária, 25 de dezembro de 2011

NOTÍCIAS

Professores organizam Campanha de Lutas 2018

Em assembleia da categoria foi aprovada a pauta prioritária de reivindicações e escolhidos os representantes da base da categoria nas negociações. Outros temas foram eleição do Conselho Fiscal do Sismmar e de representante junto à CNTE

Os professores municipais de Araucária participaram da primeira assembleia convocada pelo Sismmar no ano. A atividade ocorreu na manhã desta quarta-feira, 28, no Salão do Perpétuo Socorro.

A organização da Campanha de Lutas 2018 foi o tema que mais mobilizou a categoria. Foram definidas a pauta prioritária de lutas e eleitas as pessoas da base da categoria que representarão o magistério nas negociações.

A Campanha de Lutas será unificada com os demais servidores municipais, representados pelo Sifar. Inclusive foi aprovada a realização de assembleias conjuntas para organizar a luta pelas cláusulas que afetam o conjunto do funcionalismo. A primeira será na primeira quinzena de maio.

Outro item em discussão foi a formação do Conselho Fiscal do Sismmar. A eleição se deu em assembleia porque não houve candidaturas na eleição sindical realizada em novembro do ano passado.

Por fim, foi escolhida Giovana Piletti como delegada de base junto à CNTE.

O último item debatido tratou de ação relativa à Unimed. Foi debatido o rateio entre os usuários do plano, que será esclarecido em nota explicativa da direção do sindicato.

Confira os itens aprovados pela assembleia em relação aos seguints temas

  • Pauta Prioritária de Reivindicações
  • Representantes de base na Comissão de Negociação
  • Conselho Fiscal
  • Representante do magistério de Araucária junto à CNTE

Pauta prioritária

Salário

  • Reajuste salarial, de acordo com o índice publicado pelo MEC para a Lei do Piso, que contempla a inflação do período e ganho real aos servidores em atividade e aposentados.
  • Recomposição salarial das perdas históricas ocorridas por reajustes pagos fora da data-base e abaixo da inflação em períodos anteriores.
  • Reajuste do Vale-alimentação.
  • Retorno do abono dos aposentados.

Carreira

  • Revogação do parecer 1087/2013, que congela a carreira dos professores da docência I e imediato pagamento das promoções verticais.
  • Defesa da carreira dos professores da docência II.
  • Implementação das promoções e progressões de aposentados que adquiriram o direito e se aposentaram entre 2013 e 2017.
  • Reenquadramento dos aposentados que têm este direito, retroativo a 2008
  • Pagamento retroativo das promoções e progressões que deixaram de ser pagas de 2013 a 2017.
  • Implementar a aposentadoria especial das/os pedagogas/os.

Condições de trabalho

  • Aplicação da hora-atividade de 1/3 da jornada (Lei 11.738/08) a todos os profissionais do magistério.
  • Ampliação das nomeações de professores da docência I concursados até atender toda a demanda com a aplicação da hora-atividade de 1/3 da jornada.
  • Convocação das/os pedagogas/os aprovadas em concurso para garantir o cumprimento da Resolução  04/2016, do CME, que estabelece o dimensionamento de pedagogas/os por unidade educacional.
  • Regulamentação imediata das substituições.
  • Garantia de eleições democráticas para direção de unidades educacionais, sem prejuízo á carreira dos profissionais eleitos.

Representantes de base para a Comissão de Negociação

Na assembleia foram escolhidos representantes de base para participarem das negociações com o governo junto com a direção sindical.

  • Elizabeth Lima Oliveira (Docência I)
  • Marli Gomes, Márcia Resner e Dirce Rodrigues (Aposentadas)
  • Marco Antônio Barbosa Mafra e Paulo Antônio dos Santos (Docência II)
  • Zuleica Gapski Vieira (Direção escolar)

Conselho Fiscal

Titulares

  • Eloísa Helena Grilo
  • Ana Paula Vansuita
  • Simeri Ribas Calisto

Suplentes

  • Kathleen Marczynski
  • Dirléia A Mathias
  • Márcia Resner