Araucária, 25 de dezembro de 2011

NOTÍCIAS

Sismmar promove estudos político-pedagógicos

O professor Paulino José Orso (Unioeste) deu início aos debates para formação no ano, com a palestra Pedagogia Histórico-Crítica e a escola contemporânea, na Câmara Municipal. Grupos de estudos são formados sobre o tema, pelo Sismmar

A Rede Municipal de En­sino de Araucária tem na Pe­dagogia Histórico-Crítica a sua concepção teórica fundamen­tal. O Sismmar retoma os es­tudos desta linha pedagógica, numa proposta de formação em parceria com a Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná). A univer­sidade já realiza este projeto com muitos outros municí­pios, desde 2017.

Diversos grupos já estão organizados em Araucária e contam com a participação de aproximadamente 150 pessoas. Os encontros serão mensais. Com o compromisso de dar maior qualidade, have­rá palestras que contribuirão com o aprofundamento dos estudos.

A primeira palestra a dar suporte e aprofundamento aos estudos que o Sismmar está promovendo ocorreu em 9 de abril. O professor doutor Paulino José Orso (Unioeste) falou a trabalhadoras/es da educação sobre a Pedagogia Histórico-Crítica e a escola contemporânea. A atividade ocorreu nos períodos da ma­nhã e da tarde no plenarinho da Câmara Municipal.

Outras palestras serão realizadas no decorrer do ano com o mesmo propósito de dar apoio à formação.

Paulino Orso foi o pri­meiro convidado porque, em virtude do seu trabalho, a Unioeste promove o estudo sistematizado da Pedagogia Histórico-Crítica, auxiliando e fornecendo materiais e certificação, que traz agora a Araucária em parceria com o Sismmar.

Diante dos ataques e do desmonte da escola pública, a direção sindical entende que os grupos de estudos têm importância fundamen­tal para melhor compreensão da sociedade e para realizar uma prática transformadora.

Todavia, para isso, há que se superar o esponta­neísmo e levar a cabo um tra­balho intencional, planejado, organizado, contínuo e siste­mático, tanto na escola como para além dela. É necessário ousar mais, traçar planos, metas e dar um passo além.

Os grupos de estudos funcionam articulados entre si, na modalidade de autoges­tão e podem ser organizados em qualquer escola, universi­dade ou cidade. Percorrem uma série de etapas ao longo de alguns anos, com programa­ção previamente estabeleci­da.

As inscrições para o grupo de estudos, com certificação de 40 horas, pela Unioeste, vão até o dia 30 de abril